Pesquisar

Livro: Sombras Prateadas
Autora: Richelle Mead
Páginas: 368
Editora: Seguinte
Classificação: 5/5

***Se você não leu o quarto livro da série “Bloodlines” PARE AÍ MESMO. Não leia. A menos que você não ligue para spoilers. ***

“Eu acordei para a escuridão.”

Sydney Sage arriscou tudo. Ainda infiltrada na organização, trabalhava contra os alquimistas e vivia um romance secreto com o vampiro Adrian Ivashkov. Qualquer deslize poderia trazer tudo por água abaixo, e foi exatamente o que aconteceu: sua própria irmã descobriu seu relacionamento proibido e a denunciou, fazendo com que Sydney fosse capturada pelos seus pares e mandada para a terrível reeducação. Cercada de inimigos e sem saber onde estava ou como sairia dali, Sydney luta para manter sua identidade, sua capacidade de pensar por si mesma e, principalmente, a esperança de que encontrará Adrian novamente. 

"Só o seu nome me fazia suportar aquelas horas longas e sombrias. Pensar nele, no nosso passado e no nosso futuro, em ajudava a sobreviver ao presente. (...) Revivia cada lembrança preciosa, as alegres e as tristes, e, depois que as esgotava, fantasiava sobre o futuro. Vivia cada um dos cenários possíveis que tínhamos imaginando para nós dois, todos os nossos "planos de fuga" bobos. AdrianEle era o motivo de eu sobreviver àquela prisão.E também era o motivo de eu ter ido parar naquele lugar."

O penúltimo livro da série “Bloodlines” segue dividido em dois pontos de vista. Nossos protagonistas estão separados um do outro, cada um tendo que superar os desafios para que voltem a ficar juntos novamente.

Por um momento é como se todo o progresso que Adrian fez com Sydney durante esses quatro primeiros livros tivesse desaparecido. Mas é apenas mais uma situação que o moroi precisa lidar. Ele está acostumado com o incentivo da alquimista e a ideia de a ter por perto é o que o mantem seguro de que pode ser uma pessoa melhor.

Sydney foi mandada para a reabilitação e, assim como esperado, sua situação não é a das melhores. Ela está sendo torturada pelos alquimistas e forçada a seguir seus ideais para provar sua “lealdade” para com a causa. Não demorou muito para que ela aprendesse a lidar com sua condição e a sobreviver tendo o menor prejuízo. Ela mostra o quanto cresceu nesses últimos livros, mantendo-se firme no que acredita ser o certo. Adorável, fantástica e confiante. Uma personagem memorável.

“Talvez eu nunca encontrasse Sydney. Talvez nunca encontrasse amor nenhum. Talvez desejar muito uma coisa não bastasse para fazer com que ela acontecesse.”

“Sombras Prateadas” é o livro com mais momentos de ação da saga. Uma leitura maravilhosa que não canso de elogiar. A autora esperou o tempo certo para enfim demonstrar do que os personagens são capazes juntos e separados. Emocionante e bem escrito, possui uma trama que nos deixa ainda mais ansiosos para o próximo livro. 

Observação: Apesar das capas seguirem o mesmo padrão nos títulos, o quarto e o quinto livro tiveram suas capas um pouco diferentes, um fundo um pouco menos elaborado do que as três primeiras.


~Talita B.


Deixe um comentário