Pesquisar

Livro: Laços de Sangue
Autora: Richelle Mead
Páginas: 430
Editora: Seguinte
Classificação: 5/5

“As maiores mudanças na história aconteceram porque as pessoas foram capazes de se livrar do que os outros lhes diziam para fazer.”

Sydney arranjou um sério problema por conta de sua última missão. Ela tinha ajudado a dhampir Rose Hathaway a escapar da prisão, e essa aliança foi considerada uma traição grave, já que vampiros e dhampirs são criaturas terríveis e antinaturais, ameaças àqueles que os alquimistas devem proteger. Quando tentam recrutar sua irmã menor para uma nova missão, ela vê sua chance de reconquistar a confiança dos alquimistas, além da tentativa de livrar sua irmã, Zoe, dessa vida.

Sua nova tarefa não é nada agradável. Ela precisa ajudar a esconder Jill Dragomir, uma princesa vampira que está sendo perseguida por rebeldes que querem o poder. Caso ela seja capturada e assassinada, a rainha Lissa ficará sem nenhum parente vivo e, como manda a lei, terá de abdicar do trono, que resultaria numa guerra civil que pode tomar proporções inimagináveis e acabar envolvendo os humanos nela.

Assim, pelo bem dos humanos, Sydney aceita se disfarçar de estudante e passa a conviver diariamente com Jill e seu guardião Eddie, quando os três são matriculados como irmãos no último lugar em que qualquer um procuraria a realeza dos vampiros: a Escola Preparatória Amberwood, em Palm Springs, na Califórnia. Junto com a pequena princesa e seu guardião, Sydney precisa manter contato com um moroi muito próximo da menina, Adrian.

Como se não tivesse problemas suficientes, a alquimista se vê no meio de uma febre de tatuagens entre os alunos de Amberwood. E essas tatuagens, por mais inofensivas que pareçam, começam a se mostrar um tanto quanto perigosas, pois estão proporcionando poderes sobrenaturais a quem as usa.

"- Adrian, a nossa preocupação aqui é Jill. Não a sua própria diversão. - Não é verdade - ele disse com os olhos verdes brilhando. - Tudo condiz com a minha própria diversão. O mundo é o meu palco. Continue assim... você está se transformando em uma das estrelas do show."

“Laços de Sangue” é o primeiro livro da série “Bloodlines”. Suas capas originais são bem diferentes da escolhida pela editora, algumas são até bonitinhas, mas outras possuem uma aparência esquisita. A Editora Seguinte publicou um diferente conjunto de capas, que ficaram especialmente lindas, como a capa de “Laços de Sangue. Um tom de vermelho vivo que combinou perfeitamente. <3

Eu amo a Richelle Mead desde que conheci “Vampire Academy” em meus últimos anos do ensino médio. Foram seis livros que me marcaram para o resto da vida. E decidir escrever um spin-off para essa saga só me fez amá-la mais.

"O que um Moroi podia falar sobre ganho de peso? Eles tinham a silhueta perfeita. Não sabiam o que era se olhar no espelho e ver algo inadequado, nunca se sentir boa o suficiente."

Sydney aparece no quarto livros de “Vampire Academy”, e desde aquela época eu já gostava da personagem. Ela é uma alquimista e foi criada com os ideais deles por seu pai, um homem arrogante com convicções severas. Essa ligação com os alquimistas gerou um certo preconceito para com os Morois e Dhampirs. Ela é uma personagem forte, determinada e viciada em cafeína. Tem certa insegurança com seu corpo, por conviver muito com a estética dos morois.

Seu pai leva o trabalho como alquimista a sério, como a maioria deles, e isso trouxe dificuldades à vida de Syd. Carly, sua irmã mais velha, não tem muito apego ao tipo de vida que o pai leva, assim como a mãe das duas. Enquanto isso, a mais nova das irmãs, Zoe, é a típica garota mimada que deseja agradar o pai de qualquer maneira. 

"Enquanto falava, reparei que o cabelo loiro desgrenhado dele estava todo coberto de gel. Por causa disso, os fios tinham um brilho pegajoso que eu não achava nem um pouco atraente. Além do mais, eu não confiava em nenhum homem que usasse mais produtos de beleza do que eu."

Adrian continua sendo Adrian. Carismático, esperto, mas não tão confiante como antes. O fim do relacionamento com Rose o deixou em um estado típico de autodestruição. Ele se relaciona bem com Jill. Porém, algumas vezes está um pouco fora de si.

Apesar das diferenças, ele e Sydney formam uma bela dupla. Dois personagens que começaram, e que continuarão, trazendo para o leitor a melhor parte de cada um, enquanto se beneficiam e crescem pelo convívio com o outro e a autora está fazendo um bom desenvolvimento para os personagens. 

Richelle nunca foi de apressar os acontecimentos. Ela construiu as personalidades dos dois protagonistas e narrou suas aventuras de forma empolgante e cativante. A série "começou com o pé direito". Seus personagens são maravilhosos e a narração é encantadora e viciante.


*Observação:

Moroi: Uma raça de vampiros que possuem o poder de controlar um dos cinco elementos: Ar, Água, Terra, Fogo e Espírito. Morois não podem transformar a um humano em vampiro. Um moroi é o resultado da relação de morois, e apenas isso. Tem a aparência do tipo modelo dos humanos, altos e magros.

Dhampir: Os dhampir são guardiões natos. São fortes e ágeis. Tem a mesma aparência que qualquer humano. Criaturas nascidas das relações de moroi com um humano ou um dhampir. A base de sua vida é seu treinamento para proteger os morois dos strigoi.

Strigoi: Vampiros sem alma, movidos apenas pelo desejo de sangue. Sua pele é extremamente branca e seus olhos possuem um anel vermelho em torno da pupila. São mais rápidos que qualquer outra raça e ao se exporem à luz solar entram em combustão.
~Talita B.



Deixe um comentário