Pesquisar

Nome: A Batalha do Apocalipse - Da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo
Autor: Eduardo Spohr
Páginas: 588
Editora: Verus
Classificação: 4/5




  “A certeza não existe, nem a perfeita verdade. Mas sempre nos resta a fé, que nos faz confiar no impossível. E o impossível, com frequência, se torna concreto.”

Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final.

Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo.

“Temo esquecer. Esquecer as coisas quais passei, as lições que aprendi, esquecer aqueles que amo. E, acima de tudo, temo esquecer meus valores, perder minha ideologia e matar minha causa.”

O início do livro é preso pela missão de apresentar o leitor à história, logo possui um tom pesado na escrita que não prendeu tanto, fazendo com que a leitura se estendesse por algumas horas até que ficasse mais envolvente. A trama é bem interessante e a partir da entrada de Shamira ela toma outro rumo, passando a prender a atenção para a história e a personagem e seu envolvimento com o anjo renegado, Ablon.

“Era agradável conversar com ela, não só pela variedade de assuntos que partilhávamos, mas porque simplesmente sabíamos ouvir um ao outro.”

Mesmo gostando do livro não posso negar que fiquei com o pé atrás depois de chagar na segunda parte dessa extensa obra e a única maneira de conseguir terminar foi adiando e dividindo o peso para acompanhar a trama e não me cansar. Não vai ser uma leitura rápida para quem estiver começando. Talvez a primeira parte corra rapidamente, mas a segunda é especialmente difícil. São muitos detalhes, muitos personagens e muita história.

De fato, podemos comparar em alguns aspectos com os livros do autor das Crônicas de Gelo e Fogo. Ambos autores muito detalhista e com história que é preciso uma linha do tempo, glossário ou algum tipo de lista.

A história é bem elaborada e percebe-se o gosto pela literatura que o autor do livro possui. Apenas pensar no quanto o escritor precisou se focar para a criação dessa obra me faz o admirar. Muito bem escrito e, definitivamente, uma viagem pela história humana.

“- Acreditar no impossível e a chave para entender os segredos do universo.” 

~Talita B. 


Deixe um comentário