Pesquisar

Livro:  Ai Meus Deuses!

Autora: Tera Lynn Childs 
Páginas: 304
Editora: Galera Record
Classificação: 4/5

“Este é Damian. Eu e ele vamos... nós vamos nos casar.”

Palavras podem mudar completamente a sua vida. Foram essas que viraram o mundo de Phoebe ao avesso.  A vida de Phoebe Castro vira ao avesso quando sua mãe anuncia que irá se casar com um estranho misterioso. Para completar, as duas terão que se mudar para o outro lado do mundo: a Grécia! Phoebe terá que dizer adeus ao sonho de cursar a mesma universidade que suas melhores amigas.

Como se tudo isso não bastasse, ela ainda terá que frequentar uma escola super exclusiva na qual seu padrasto é o diretor. E se ela achava que o ensino médio é difícil, não sabe o que a espera. Afinal, ela será a única em uma escola onde todos são descendentes dos deuses gregos e com direito a superpoderes.

“Meus joelhos ficam meio fracos por ficar tão perto dele. Não importa quantas vezes eu tenha dito ao meu coração que aquele cara era uma F-U-R-A-D-A, o mesmo coração ainda bate mais rápido sempre que penso nele.”

A capa foi a primeira coisa a chamar a atenção, ela é linda e o título realmente atrai o leitor. Essa leitura é leve, fácil e divertida. Phoebe é uma atleta exemplar, porém, isso nada diz no ambiente em que foi colocada. A personagem mostra um lado sobre as corridas que muitos ignoram, mas que para ela é algo vital. Ela é uma figura determinada e corajosa. Griffin, o interesse amoroso da principal, é um galante clichê de livros com foco mais para adolescentes. Um garoto popular que no final tem mais do que apenas um rostinho bonito.

Houve pouca exploração dos personagens, embora isso ainda não tenha deixado o livro superficial seria algo a ser melhorado, mas quem sabe na continuação do livro isso mude. Nicole e Troy, por exemplo, tiveram um pequeno papel que não condiz com a importância deles para a história.

O livro é uma coisinha fofa. Com seu clima ameno e adorável, a autora criou uma história que pode lembrar alguns livros mais famosos, como nos livros de Percy Jackson, mas ele não é nada como. A escritora de “AI Meus Deuses!” não trouxe a mitologia para que ela se tornasse um foco. Ela fez referência à inimizade dos deuses para explicar sobre os vários grupinhos de descendentes que não se misturam, mas não foi fundo nesse tema, preferindo manter a trama centralizada nos conflitos entre os colegiais. Uma história mais simples e pura e que se pode ler em apenas um dia.


~Talita Becalli


Deixe um comentário