Pesquisar

Já na casa dos 30 anos, Jesse Fisher (Josh Radnor) volta à universidade para participar da comemoração da aposentadoria de um de seus antigos professores. Lá ele constata que pouca coisa mudou desde sua saída e conhece Zibby (Elizabeth Olsen), uma encantadora aluna do segundo ano. Os dois decidem começar a escreverem cartas para o outro, buscando o romantismo que acreditam estar morrendo. Mas, de início, sem intenções que não fossem platônicas. Contudo, acabam se envolvendo.

O que dizer do filme?

Um romance proibido. Tema muito abordado nas últimas histórias seja de filmes ou livros. Foi a primeira vez que vi Josh Radnor atuar em alguma produção que não fosse da série “How i met your mother” e ainda não consegui deixar de associá-lo ao seu papel como Ted Mosby, possivelmente pelo fato de Jesse ser um professor e ter uma personalidade semelhante. Finalmente pude ver Zac Efron interpretando um papel sem imaginá-lo como um completo babaca. Claro que o personagem designado a ele fora um pouco excêntrico, porém, muito melhor do que os últimos.

Os personagens são cativantes, e tem uma ótima ligação. Entretanto se formos citar os defeitos, eu diria que o maior seria a covardia. Por parte dele, não dela. Porque enquanto Zibby se encontra pronta para avançar no relacionamento dos dois, Jesse ainda está preocupado com a grande diferença entre suas idades (ele tem 35 e ela 19).

Mas esse filme tem algo de diferente. Algo que não posso explicar sem que esteja liberando um baita spoiler, apenas saibam que é um filme que vale a pena conhecer. A trama é simples, suave e direcionada de modo lento. O ambiente costuma ter muita influência sobre a intensidade dos diálogos, e o contexto interage bastante com o universo dos leitores.

O mais interessante são os diálogos de quando começam a se conhecer. Simples e rotineiros, como se estivesse observando a conversa de pessoas reais. Um ar meio literário e belos cenários, sem deixar seu ponto de profundidade sobre temas verdadeiros e comuns.


Filme: Liberal Arts (Br: Histórias de amor)
Gênero: Drama, Comédia
Diretor: Josh Radnor
Distribuidora: California Filmes
Lançamento: 2014
Nota4/5


~Talita Becalli


Deixe um comentário