Pesquisar


Livro: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record 
Páginas: 224
Classificação: 5/5 


“ Quem diria que quatro minutos poderiam mudar tudo?”

O que são quatro minutos? Quatro minutos é o tempo que leva para fazer um bolo de microondas. É o tempo que eu levaria de ida e volta para a casa ao ir na farmácia. É o tempo necessário para que alguém se molhe completamente debaixo de uma forte chuva. É o tempo de atraso do ônibus que pegava para o cursinho. Quatro minutos. Esses minutos são a coisa mais importante para essa história.

Hadley Sullivan, que está a caminho do casamento do pai com uma mulher que nunca chegou a conhecer, como nunca o quisera, acaba de perder o seu voo. Porém, certas coisas são destinadas a acontecer.

Ela é obrigada a esperar o próximo voo. E é quando conhece Oliver. Ambos esperam pelo voo. O mesmo voo. O mesmo “18” em seu cartão de embarque. As mesmas horas, passando, sendo compartilhadas um com o outro.

Oliver e Hadley dão vida a um belo romance que começou a ser construído com sua viagem de avião para Londres. É o inicio de tudo. O início da história dos dois.

Amei cada ponto. Cada conversa. Cada desabafo. O modo como aos poucos foram se aproximando. Embora o tempo de “quatro minutos” seja muito relevante, o resto deles não é. Pois não importa realmente o tempo que durou a viagem, e sim o que foi dito durante dela. O “dito” que criou a proximidade entre os dois.

“Hadley coloca a testa no vidro do táxi e se pega sorrindo por causa dele de novo. Oliver é como uma música que ela não consegue esquecer. Por mais que tente, a melodia do encontro entre os dois fica tocando na cabeça repetidamente, cada vez mais agradável, como uma canção de ninar, como um huno; não tem como ficar cansada daquilo.”

Há aquelas pessoas que passam por nossas vidas e deixam uma marca. Depois de se separarem para seus respectivos destinos, era certo que não seria fácil para os dois se reencontrarem.

“A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista” me encantou desde o prólogo, prova disso é que logo após o ler já estava falando dele para a Danie, e já pude saber que o adoraria.

Houve muitos momentos em que eu conseguia encarar os pensamentos da Hadley como os meus próprios. Havia algo neles que simplesmente se conectavam aos meus e faziam com que eu refletisse sobre a minha própria situação.

O mais interessante do livro é que ocorre num período de 24 horas, assim, não poupando detalhes para a construção desse romance.


~ Talita B.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Deixe um comentário