Pesquisar


Livro:  Escolhida ao Anoitecer

Autora: C.C. Hunter

Editora: Jangada

Páginas: 408
Classificação: 4/5

Kylie está de volta para o acampamento Shadow Falls. Agora que seu maior inimigo está se mostrando novamente e por conta disso sua volta foi quase que interrompida. Tanto pelos anciões do grupo de camaleões ao qual passou a conviver,  para aprender a controlar seus poderes, quanto por um certo camaleão que já havia tentado matá-la.

Seus poderes estão ficando cada vez mais forte, embora ainda não saiba como controlar a todos eles, ainda tem esperança de que consiga. E o conseguir é muito mais do que uma necessidade de se encontrar porque, com Mario de volta com suas ameaças, é possível que ela não sobreviva à batalha final.
 "O pensamento que veio à mente foi uma frase sua Nana tinha dito muitas vezes, quando ela se viu em uma situação ruim. Ela estava na merda sem uma pá. " 
 Não importa o quanto as coisas mudem, parece que Kylie não consegue se livrar de seus problemas com os dois garotos. Derek abriu mão do relacionamento deles por uma amizade sincera, mas disse claramente que a ama. E por mais que esteja com raiva de Lucas, não acredita que seja uma boa reatar seu antigo relacionamento. 
"Ela se lembrou de quando eles eram crianças e ele pegou a pedra que os bullies tinha jogado com ela. Aos seis anos, ela o considerava um herói. Aos dezesseis anos, ela o considerava um destruidor de corações. "
 Lucas partiu seu coração e, mesmo não conseguindo perdoá-lo, sofre ao ver o quanto ambos estão infelizes com isso. Mas ele ainda não desistiu. O lobisomem ainda tenta fazer de tudo para reconquitá-la. Por conta disso se sente cada vez mais tentada a conceder o perdão. Ainda mais agora, quando escuta das pessoas menos esperadas que deveria fazê-lo.
 "Tornei-me cego por que eu pensei que eu precisava fazer. Eu estava errado. Eu era estúpido. Mas nem por um minuto que eu nunca parar de te amar. E é por isso que eu mereço ser perdoado. " 
 "Escolhida ao Anoitecer" ‘não foi’ e ‘foi’ o que eu esperava. Ainda não sei dizer o porquê. Talvez por ser o último volume, sempre está carregado de muita expectativa. E quando a tem em alta, a chance de se decepcionar é imensa.
 "Isso não faz sentido." "Eu sei", disse Kylie. "E esse parece ser o tema da minha vida agora. Não há uma maldita coisa que faça sentido. " 
 Não que tenha sido um livro ruim ou que tenha me decepcionado. Adorei, por sinal. Mas ao finalizar a leitura não pude deixar de sentir que alguma coisa estava faltando. Porém, deixando de lado essa sensação, o livro é bem emocionante.


Deixe um comentário