Pesquisar

Livro: Ponte para Terabítia
Autor: Katherine Paterson
Páginas: 160
Editora: Salamandra
Classificação: 4/5

Atire a primeira pedra quem nunca assistiu ao filme Ponte Para Terabítia. Lembro-me que, minha primeira vez ao chorar com o final do filme, foi por causa de um trabalho escolar em que deveríamos escrever uma sinopse para tal. 
Hoje, anos depois, encontrei o livro por aí e não pude deixar de lê-lo. Devo adiantar que meus sentimentos foram tão compatíveis quanto aos de uma garotinha de dez anos que assistia o filme pela primeira vez e se apaixonava pela riqueza de detalhes, e pelo modo como a magia juvenil era retratada.
 Sentiu um arrepio. Não tinha nascido com coragem, mas não tinha de morrer sem ela.
Jess vivia no interior dos Estados Unidos, numa cidade pacata perto de Washington. Estava acostumado à vida que levava, aos seus medos bobos e inseguranças, a ser o garoto mais quieto e desprezado da turma e também a não ter atenção alguma na família.
A única coisa que ainda lhe enchia os olhos eram seus desenhos. Isso, e a corrida. Ele almejava ser o garoto mais rápido da 5º série, porém, após as férias, vê esse sonho ser destruído pela garota nova que, inexplicavelmente, resolveu burlar as leis do que as meninas podiam ou não fazer e competir de igual para igual.
Leslie é a mais nova vizinha de Jess, e também mostra ser sua única amiga no decorrer da história. Juntos, acabam por reunir seus medos, frustrações e alegrias num só lugar, e constroem algo próprio em que se denominam reis: Terabítia, um "reino" encantado que, na verdade, não passava do bosque que ficava do outro lado do córrego.
E assim como é ali que eles têm a chance de aproveitar a magia juvenil, é ali que crescem e aprendem coisas novas todos os dias.

Lá, em algum lugar secreto, os sentimentos borbulhavam dentro dele como uma sopa fervendo num fogão. Uns eram tristes, com pena da solidão de Leslie. Mas havia também uns pedaços de felicidade. Poder ser seu único amigo inteiro no mundo (como ela era para ele) dava-lhe uma enorme alegria.
Apesar de ser um livro infantil, Ponte para Terabítia possui um enredo rico e que explora bem os medos e angústias de um adolescente que passa por um momento de transformação. É escrito em terceira pessoa, porém o foco central da história ainda é Jess, e o modo como lida com o ambiente ao seu redor: sempre dando o melhor de si, e sempre tendo um novo desafio à sua frente.
 Um ponto que, na minha opinião, poderia ser melhor abordado seria as aventuras em Terabítia, já que o livro se concentra mais no quesito relacionamento e descobertas pessoais.
A escrita é fluída, o que o torna um livro para ler em 1 dia (preferencialmente frio, na minha opinião, já que possui trechos que nos fazem refletir)!
E, afinal, é tão emocionante quanto o filme (sendo que ambos são completamente fieis)

Ele acreditou. Porque ali, naquela luz sombreada da fortaleza, tudo parecia possível. Eram só os dois, os donos do mundo, e não tinhm inimigos. (...), nem os próprios medos e carências de Jess, nem qualquer um dos adversários que Leslie imaginava atacando Terabítia. Nada nem ninguém seria capaz de derrotá-los.

Daniele Almeida.


Deixe um comentário